quarta-feira, novembro 30, 2005

Você na TV

|
Há pouco, num spot daquele programa que já dura há horas, cheio de gente boazinha na Aula Magna, Isabel Figueira dizia: "Preciso de si". Só faltou dar-me o número de telemóvel para eu lhe fazer a vontade...

A minha contribuição para o falatório à volta do livro da Maria Filomena Mónica

|
Não está na minha lista de Natal.

Previsões para 2006

|
O casamento do ano será entre António Calvário e Herman José.

segunda-feira, novembro 28, 2005

Albúns para se ouvirem com o volume duas vezes acima do normal

|

domingo, novembro 27, 2005

Ainda Bill e Monica

|
Bill: Monica, i need you to perform this task in a clean way.

Monica:I'll get down to it Mr. President.


Todo o cuidado é pouco

|
Tendo em conta as "lindas" traduções com que muitas vezes nos deparamos na literatura e no cinema, como é que se desenrascariam os nossos tradutores se Monica Lewinsky decidisse lançar uma autobiogradia intitulada "A brush with fame"?

P.S. - Para os mais incautos nos domínios da língua de Shakesperae e Nigel Mansell, "a brush with fame" é uma expressão que designa um breve contacto com fama e/ou famosos. Não alimentem outros pensamentos...


sábado, novembro 26, 2005

Richard Burns (1971-2005)

|
Faleceu ontem, vítima de doença prolongada (desde os finais de 2003 que lhe tinha sido diagnosticado uma forma maligna de tumor cerebral), o campeão mundial de ralis em 2001, o britânico Richard Burns. Um dos maiores talentos dos ralis nos últimos dez anos. Fica aqui a imagem ao volante do seu Subaru Impreza WRC no Rali da Austrália de 2001, onde almejaria um segundo lugar, mas mais importante ainda, ficaria á frente do seu principal oponente, o sobrevalorizado Colin McRae. Ontem, foi também o 4º aniversáriodo seu título mundial. Despedida em (in)glória.

Que a sua memória perdure.


sexta-feira, novembro 25, 2005

Exéquias

|
O Pastelinho morreu. Viva o Pastelinho.

Até se me arrepiou a espinha!!!

|
Pela primeira vez este ano, ouvi o cada vez mais esquizofreneante "A todos um bom natal".

quinta-feira, novembro 24, 2005

Bunny suicides

|
Está brutal. Quem diria que este coelhinho estava com ganas de se matar? Mas pronto, a julgar pelo seu olhar, parece ter sido hipnotizado pelo professor Herrero, o que explica muita coisa. Há mais aqui.

O que é que vai sair daqui?

|
O baixista de New Order (e Joy Division)+ o baixista dos Smiths+ o baixista do Stone Roses. Deverá sair alguma coisa boa, não? Os antecedentes são excelentes. Vide com mais atenção.

Top5 não vinculativo de músicas da chamada "Britpop"

|

Insónia, direi eu?

|
São 01.18 e não tenho a mínima ponta de sono. Desde que voltei de Coimbra, que os sonos andam algo descalibrados. Então que se aproveite para alguma actividade bloguística, não? Talvez, embora a produtividade em cima do joelho tenha sempre resultados relativos. Mas não vivemos num país onde os indíces de produtividade são deveras relativos? Logo este post não fugirá à média nacional.

Depois de chegar a esta patriótica conclusão, pensei no que é que iria escrever nas linhas seguintes. E da aparelhagem veio a resposta. Passa o "Love me like you" dos Magic Numbers. Deliciosa canção obtida via o sacro eMule. Se não fosse esta ferramenta, onde é que estaria o meu dinheiro? Torrado em discos originais e CD's copiados. E a minha cultura musical? A 50% pelo menos, da que possuo agora, sem modéstia. É a grande celebração da minha ligação à internet de forma contínua desde Outubro de 2003, a música. Já durante os anos de Universidade, explorei o espólio pessoal de 2/3 grandes camaradas e dei o salto do grunge e do metal para o Neil Young, os Smiths, o Nick Cave, os Pink Floyd vintage entre outros (para que conste o grunge ainda merece toda a minha simpatia (apesar das músicas dos Pearl jam estarem a envelhecer mal) e o metal também, embora este aqui esteja a ganhar pó na estante). Agora, nomes como os Belle Sebastian, Arcade Fire, Arctic Monkeys ou Roxy Music (só para nomear alguns) fazem parte do meu rol de imprescindíveis, e sites como o allmusic servem como luz e educação.

E não é a música o prazer mais alienante de todos? Aquela canção de que gostamos, não nos consegue fazer abstrair de tudo? Nunca se deram conta de estarem a estender a cabeça, de forma (ridícula) a tentarem perceber que acordes são aqueles que emanam do rádio e que vos são familiares? Eu já.

Já os aviões, mesmo sendo umas máquinas muito fixes, fazem uma barulheira do caraças. Ainda me lembra de, nos tempos do ISCTE, o professor ter que se calar quando passava um avião. è que ficávamos (e ainda ficam...) mesmo debaixo da rota de aterragem da Portela! Além de Lisboa temse livrado à grande de uma hipotética tragédia, pois uma rota que roça nos tectos dos prédios, não é algo muito seguro. Mas daí fazerem o novo aeroporto na Ota é que não me lembra muito ao diabo. Não haveria nenhum planalto na zona saloia onde se pudesse construir o raio do aerooporto? Ficava mais perto, e já tinha a A8 e a Linha do Oeste (tchu-tchus) para se servir. Mas não, vai se gastar mais dinheiro, numa região mais longínqua e com um relevo muito limitador da manobralidade aérea. Por mim, desde que não provatizem a ANA à custa da "parceira com os privados", por mim tudo bem


quarta-feira, novembro 23, 2005

A RTP tem o Paulo Dentinho, nós temos o João

|
Ok, o Paulo Dentinho anda de um lado para o outro, enquanto o João está estabelecido no Alentejo. Mas deve ser tão poliglota quanto o Paulo Dentinho...

Tudo isto para dizer que este blog tem mais um colaborador, como já poderão ter constatado na coluna à direita. Claro que vocês também poderão estar a pensar:" Se este escrever tanto como o Contagotas, então isto continua a ser o The Great White Leader Show!". O que posso garantir é que um selo de qualidade narrativa que foi assegurado. Vocês verão. Especiamente vocês, Maria de Lurdes Rodrigues e Mariano Gago. O gajo é dos críticos mais realistas ao vosso trabalho.

P.S. - Ainda relação ao meu peixinho dourado, não fui eu que o matei. Tenho dito.

terça-feira, novembro 22, 2005

Chamem-me sádico, vá!

|
Morreu o meu peixinho dourado. Who cares?

domingo, novembro 20, 2005

Soem as trombetas

|
A dupla Armindo Araújo/Miguel ramalho sagrou-se este fim-de-semana, pela terceira vez consecutiva, campeã nacional de ralis. A mudança de montada esta época não afectou as performances desta dupla, conseguindo levar de vencida nomes como Fernando Peres, Miguel Campos ou José Pedro Fontes. Esperemos que a Mitsubishi e a Galp não demorem a cumprir as promessas de internacionalização a Armindo, já que este merece-o definitivamente. Quanto aos restantes protagonistas, ainda bem que Peres não ganho, Fontes deu o bailinho ao seu colega de equipa (o bi-campeão Pedro Matos Chaves), Miguel Campos teve uma série de azares com o Peugeot, Bruno Magalhães foi a revelação da época (a nível dos grandes, pois já nos outros escalões tinha surpreendido pela positiva), Alexandre Camacho tem de continuar a disputar ralis no continente (este madeirense vale ouro, só precisando de aprimorar a condução em terra, grande pecha dos ilhéus), Ricardo Teodósio devia dispor de um carro oficial (senhores da Renault, não lhe querem dar o segundo Clio?), os VW não valem a ponta de um corno e os carros do cameponato Diesel, acima de tudo, só fazem barulho e mais nada. Para o ano há mais.

sábado, novembro 19, 2005

Lá é que o SNS falia a sério

|
Hoje, no Jornal da Noite da SIC, mostrando umas imagens da India, dizia-se: "Ao mergulharem os seus corpos na águas sagradas do Ganges, os hindus acreditam estar mais próximos da divindade". Eu diria mais: eles estão é mais próximo de ir parar ao hospital, a julgar pelo lindo tom castanho que aquelas águas apresentavam...

quinta-feira, novembro 17, 2005

Cante-se os parabéns pá!

|
Então o projecto da RP da Seita faz um ano e ninguém diz nada? Que cambada... Por estas e por outras é que é que sou o Líder! A minha visão alcança tudo...

À falta de heróis locais...

|
Em Portimão, celebra-se Manuel Teixeira Gomes. Em Lisboa, S. António e Pessoa. Em Madrid, Pedro Almodovar. Em Londres, a rainha. Em Roma, Fellini. Em Seattle, os Nirvana. E na cidade americana de Fruita (Colorado) celebra-se Mike, o galo acéfalo. Cliquem na imagem, para lerem a sua história...

quarta-feira, novembro 16, 2005

Eis o que chegou na volta do correio!

|

segunda-feira, novembro 14, 2005

Porque a blogosfera é um espaço de fraternidade (se for encarada no bom sentido)

|
Um abraço forte ao Pedro "Pecaas", nesta hora difícil, devido ao falecimento do seu irmão. O que interessa agora é preservar a sua memória.

sábado, novembro 12, 2005

Live from Coimbra III

|
O corpo humano é uma máquina que provoca admiração e apreciação pela maneira como funciona. E como qualquer máquina, também se ressente quando é sujeito a um maior esforço. Agora quem tiver lidas os dois posts anteriores, poderá já estar a pensar: " Ok, este gajo ficou de ressaca depois da noite de quinta-feira". Nada mais errado.

Agora, eu não me iria armar aos cucos, quando já passei a idade do show-off alcóolico e os restantes camaradas também se encontravam na mesma onda. Aliás, se nos levantamos todos por volta da 14.00, mostra que o clima era de ligeiro arrastamento.

Ou seja, ontem serviu para retemperar as forças. E retemperar as forças significou dar um curvo pela cidade com camarada Contagotas e primo Mssangas (tirei uma foto fixe a uma roseta românica) e volta-se depois a casa, janta-se e joga-se às cartas. E ao Machiavelli. E ao Uno. Até às 05.30...

Hoje já deu para dar um maior curvo. E nessa volta, deu para ver, a saírem de uma cerimónia na Via Latina da Universidade, o irmão do Paulo Pedroso e o Carlos Matos (o bandeirinha português que foi ao Mundial da Coreia/Japão). Não sei qual é a relação, mas também não me dignei a investigar.

A única coisa mais a ressalvar é que conseguimos encontrar um empregado de pastelaria a la Basil Fawlty. Camarada Contagotas pediu uma torrada (aliás, pedimos todos), e quando a dita chega à mesa, vinha com tanta manteiga quanto a água que existe no Saara. Ao pedir para colocar um pouco mais de manteiga na torrada, o senhor vira-se com o fawltiano:"10 Kilos (de manteiga) não?". Mais tarde o gajo fez-se à gorjeta, mas eu cortei-lhe as vasas ao fazer aparecer o talão com o preço, que ele supostamente não encontrava. Valerá a pena fazer figuras tristes por 10 cêntimos?

E daqui nada vamos jantar.


sexta-feira, novembro 11, 2005

Live from Coimbra II

|

A cidade de Coimbra é conhecida como a cidade dos estudantes. E o nome até lhe assenta bem. Nota-se que o coração do burgo é alimentado pelo sangue juvenil dos futuros "doutores e engenheiros", que as pessoas direccionam as suas acções em prol do bom funcionamento da vida estudantil. E, entre várias áreas, um dos parâmetros onde isso pode-se observar bastante bem é no capítulo da restauração. Os preços que as bebidas alcóolicas para consumo em estabelecimentos próprio são consideravelmente mais baixos que em sítios similares na Praia da Rocha ou em Lisboa.

Um desses sítios onde se pode consumir muito alcóol por pouco dinheiro (nos tempos modernos, a chamada bezana low cost), é a Tasca do Pinto. Este estabelecimento gerido por dois velhotes que têm ar de quem se esqueceu de colocá-los calçados com pantufas num lar de terceira idade (ou seja, são muito simpáticos para com os clientes por ainda ninguém os ter mandado para lá...), oferece uma jarros (com um bom tamanho, acrescente-se)de "traçadinho" por ?2.5, copos de "abafadinho" a ?0.5 e imperial (eles por cá dizem fino) a ?0.7. Mas o que me colocou a a garganta a arder, fo mesmo um bagaço para limpar canos. Pelo menos, a sensação que me deu foi essa. E tanto foi, que fui-me embora do Pinto, e fui ter com outra malta às cantinas "Amarelas". Aí aproveitei para comer uma baguette de salsicha (sim, porque devido às bichas brutais, tive de ir para a fila da vegetariana duas horas antes, logo o meu estômago roncava com fome...) e durante 3 horas estive em amena cavaqueira regada a imperial.

As vantagens de uma cidade universitária em termos noctívagos, é que há sempre sítios alternativos onde a malta que, (como eu) não suporta os Crazy Frogs, Dragosteas e Gasolinas que andam por aí. Ontem deu para voltar ao "Noites Longas". Aliás, da ultima vez que lá tinha ido, ainda se chamava "Santuário", mas entretanto mudou de gerência. E o som, na maioria boas coisas, continua o mesmo (embora o DJ ainda continue a passar System of a Down, Deftones e outras cenas indicadas para menores de 18 anos) . Só que a noite passado no "Noites Longas" serviu-me para chegar à seguinte conclusão: a música surgiu para ser ouvida, escutada e entranhada. A dança é secundário. Aliás, a dança é tão essencial como um aileron na traseira de um Toyota Corolla de 1989, i.e., completely useless... Tudo isto para dizer que me é totalmente impossível dançar numa discoteca ou em qualquer sítio.

E agora vou ver se ganhei o euromilhões...

quinta-feira, novembro 10, 2005

Live from Coimbra

|
É verdade sim senhor. Este post está ser escrito a partir de Coimbra. Como não estava a fazer nada e convidaram-me para um aniversário aqui na cidade dos doutores (aka gajos acima dos 25 anos que ainda não acabram o curs e praticam o culto da pança e da alcoolização do espírito), disse para mesmo: why not (por acaso quando me disseram respondi: fixe. Mas fica sempre bem um estrangeirismo).

Assim, saí à pressa esta manhã de casa, e fui apanhar o comboio às 08.40 na estação de Portimão. E durante a viagem deu para para me perguntar o porquê da esação da Funcheira (se saiu ou entrou alguém lá, eu não reparei), deparei-me com a existência de automotoras (na Funcheira, tá claro) e reparei que as gajas são mais giras a partir de Lisboa. Também curti as paisagens, mas como este nunca foi um blog muito bucólico, não me vou por com metáforas sobre prados e urzes.

Chegado a Coimbra, e caminhando para a casa de acolhimento (me brother's, reparei que ainda não terraplanaram o raio da cidade! Podiam manter as construções à vontade, agora, por favor, acabem é com estas subidas! Chegados à porta de casa não estava ninguem em casa (quem me foi buscar à estação foi camarda Contagotas e não my brotha), e demos conosco a falar com uma velha de 90 anos e ver as meninas da faculdade de psicologia a passar. E entretanto chegou o meu irmão, e entramos, e pronto.

P.S. - Durante a viagem, papei de uma ponta à outra o "The Hitchiker's Guide to he Galaxy" do Douglas Adams. Quem estiver à procura de um livro que misture ficção científica, sentido de humor britânico no sentido mais non-sense (Adams até chegou a escrever para os Monty Python) e existencialismo, pode comprar o livro à vontade. Vale todos os euros que derem por ele! E quem me conhece, sabe que não vou à bola com ficção científica...


quarta-feira, novembro 09, 2005

Incrível

|
Hoje vi um condutor de Saxo Cup que não trazia boné.

terça-feira, novembro 08, 2005

A previsão do tempo em França

|
Roubado daqui.

domingo, novembro 06, 2005

Mas que porra?!

|
Hoje não é 13 de Maio, nem 13 de Outubro. Então que raio de missa com montes de gente no Joelhódromo era aquela que estava a dar até agora na RTP1, onde estava uma data de brasileirada (o Scolari, a gaja loira e cinquentona do programa para donas de casa do GNT onde está um papagaio chamdo louro, a Joana, a Bethânia) mais esses peidos musicais de seu nome Kátia Guerreiro e Marco Paulo?

Melhor figura fazia a RTP, se repetisse as corridas da A1 GP que decorreram esta madrugada na Austrália, e onde o Álvaro Parente conseguiu levar o carro português ao segundo lugar na corrida de sprint!

Mas não... Ver o Marco Paulo a fazer figura de beata é melhor, não é?...

Afinal o CoCó tinha razão

|
Leo Lima em trânsito
A situação do médio Leo Lima, cedido por empréstimo ao Santos, continua por esclarecer. O FC Porto já está ao corrente da dispensa do seu jogador, com quem tem contrato até 2009, mas nada foi, entretanto, decidido, colhida de surpresa que foi a administração dos dragões. Leo Lima, como aconteceu com mais três seus companheiros - Flávio, Bóvio e Diego -, não convenceu o novo treinador da equipa paulista, Nelsinho Baptista, por razões técnicas, e a ruptura foi inevitável. Na imprensa brasileira corre, porém, a versão de que o centro-campista foi acusado de ter?"o corpo mole". Isto é, ser pouco dado a esforços ou não se aplicar tanto como o treinador gostaria. Afinal, a razão que presidiu à sua dispensa por parte de?Co Adriaanse. A SAD portista vai agora tentar resolver este vazio na carreira desportiva de Leo Lima, já que o seu empréstimo tinha a duração de uma temporada e apenas cumpriu quatro meses no clube brasileiro. E como está fora de hipóteses o regresso antecipado do jogador ao plantel portista, só restam duas soluções: novo empréstimo ou, se não for possível, a integração do médio nos bês azuis-e-brancos.

Foi bonita a festa, pá!

|
Na passaa sexta-feira, este vosso camarada, juntamente com a insigne DJ Megera, foi passar música ao Bar 13, em Alvor, esse belo botequim das amsterdonianas Josee e Nienke. Foi giro pá, mesmo por uma simples razão: eu não tenho jeito nenhum para tocar música (guitarra, piano, sopros, esqueçam, nada!), mas gosto muito de partilhar musicas que me dizem algo e que acho que merecem ser destacadas da porcaria que grassa em rádios de merda como o RCP, a Comercial ou a RFM! Para vocês poderem dizer se valeria a pena terem lá ido (se não foram...), fica aqui a setlist (as músicas aqui descritas não foram tocadas por esta ordem):

Pink Floyd - See Emily play Love - Maybe the people would be the times or between Clark and Hilldale Primus - Southpark theme David Bowie - Blackout Joy Division - Transmission Echo & the Bunnymen - Heaven up here Mão Morta - Amesterdão (have big fun) Jefferson Airplane - Somebody to love Brian Eno & David Byrne - The Jezebell Spirit Dead 60's - Riot radio Arthur Brown - Fire Interpol - Slow hands Bauhaus - Sanity assassin Gang of Four - Damaged goods Tearddrop Explodes - Bouncing babies The Rakes - Strasbourg A Naifa - Música Badly Drawn Boy - Once around the block Talking Heads - Psycho killer Madness - Nightboat to Cairo Martha & the Muffins - Echo beach Raveonettes - That great love sound Taxi - Chiclete Small Faces - Tin Soldier Sons & Daughters - Taste the last girl The Bravery - A honest mistake Chameleons - As high as you can go Bloc Party - Price of gas Zen - UNLO Jáfumega - Latinamerica Franz Ferdinand - Take me out Talking Heads - Born under punches (The heat goes on) Crosby, Stills and Nash - Wooden Ships Pulp - Disco 2000 Pop del'Arte - My funny Ana Lana Iggy Pop - Lust for life Smiths - Handsome devil

Da parte da DJ Megera, a salientar "I'm free" dos Clã, "Close to me" dos Cure, "Parklife" dos Blur, "Message in a bottle" dos Police, Ben Harper, Telepopmusik, Thievery Corporation, Nitin Sawhney, Fanfare Ciocarlia, Hans Zimmer, No Smoking Orchestra e Cardigans, entre outros. Ainda faltou passar Nirvana, Arcade Fire, Velvet Underground, Maximo Park e muitas outras coisas mais, mas por agora valeu! E quem sabe se em Dezembro não haverá mais alguma coisa?...

quinta-feira, novembro 03, 2005

Mais uma dos comedores de rãs

|
Imagem e notícia eventualmente chocantes. Estão avisados.

quarta-feira, novembro 02, 2005

Não me esqueci da Carolina

|
(Relativamente ao Mundo Meu) Nem pensar que o Manuel Cavaco é um típico pescador d'Alvor! Onde é que está aquela caracterísitica pronúncia que necessitaria de legendas, caso ele falasse depressa? Desde quando é que um pescador tem uma casa daquelas? Só se transportar droga no barco!

Mas a melhor de todas é quando ele efectua aqueles olhares carregados de existencialismo de pacotilha em direcção ao televisivo céu azul de Alvor. Se fosse na Alvor real, ele passaria por maluquinho ou eterno bêbado!


O blog mais valioso da Seita?

|

My blog is worth $10,161.72. How much is your blog worth?


terça-feira, novembro 01, 2005

Esta malta...

|
... vai estar presente na próxima sexta, no 13, em Alvor (nem que seja só a sua música...).

The special guest!

|
Para além de minha propalada presença, a 1ª festa do Água em Pó irá ter como DJ convidada, a já mítica DJ Megera. E ela tem bom gosto. portanto não tenham medo. Apareçam.

Próxima Sexta-Feira, a partir das 22.30, no 13 (Alvor)

|
Estes moços vão lá estar.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com