quarta-feira, abril 26, 2006

Pormenores caseiros

|

Pior a emenda que o soneto

|
Digam lá se isto é um castigo para as idadas aqui retratadas?

terça-feira, abril 25, 2006

32 anos depois

|
Temos os Morangos com Açucar em vez da "Mãe Coragem" do Brecht no horário nobre da TV.

Temos o 24 Horas e o Correio da Manhã em vez do Diário de Lisboa e do Diário Popular.

Temos os D'ZRT e a Mónica Sintra em vez do José Mário Branco e dos Trovante (Luis Represas pá, quem te viu e quem te vê).

Temos uma PJ de mãos atadas por um governo com medo da sua competência. O "último tango em paris" e o "Império do sentidos" afinal só serviram para dar poutros usos à manteiga e para educar bispos.

Temos um Partido Socialista que se confunde com um Partido Social-Democrata.

Temos uma rede intricada de cunhas e rodriguinhos em todos os centros decisores.

Temos uma população que norteia as suas acções cada vez mais em prol da imagem e do individualismo.

É incrível como o espírito de Abril está mais do que atingido.

Mas eu ainda tenho esperança. Viva o 25 de Abril, porta de sonhos e liberdades tão mal aproveitadas pelo povo portugês, ainda e sempre manietado pelos seus próprios patrícios.


sábado, abril 22, 2006

Como podem ver pela produção dos últimos dias

|
Sofro disto.

segunda-feira, abril 17, 2006

A morte saiu à EN numa madrugada assim

|
Francisco Adam só tinha 22 anos. Era mais novo do que eu. E teria toda a vida pela frente, se não tem sido aquele estúpido acidente que o vitimou.

Mas cuidado com os elogios fúnebres. O gajo era um péssimo actor.


sábado, abril 15, 2006

Ainda o episódio do "Gato Fedorento" de ontem

|
1º - Não sei o que é que melhor, olhar para a televisão, ou para a reacção dos meus pais aos "gags" daqueles quatro.

2º - É pena o personagem "Super de Origem" não existir na vida real. Sempre dava para reduzir o número de abortos visuais de quatro rodas.


sexta-feira, abril 14, 2006

Comentário relativo à programação da TV para hoje

|
Ai Jesus!

quinta-feira, abril 13, 2006

Redacção: A Páscoa

|
Eu gosto da Páscoa. Nem que seja pelo facto do meu patrão nos dar tolerância de ponto esta tarde (daí eu estar aqui a escrever estas linhas...). Na Páscoa, as pessoas desejam boa Páscoa uns aos outros, como se fosse Natal. Só é pena que o máximo que se consiga obter de prendas são uns folares e/ou umas amêndoas envoltas numa glucose qualquer cheia de corantes.

Dizem que a Pásoa serve para comemorar o golpe de ilusionismo cruel de Jesus Cristo (então o gajo dá-se ao luxo de passar por uma cruxificação e afinal dois dias depois baza do sepulcro...), mas eu acho que é para homenagear os produtores nacionais de coelho. Até porque ouvimos todos falar no coelho da Páscoa e não no Jesus Cristo da Páscoa. E não se fazem Jesuses Cristos de chocolate, ao contrário dos coelhos embrulhados em prata multicor (que no fundo é o resto de material de Natal)

Quem não gosta da Páscoa são os agentes da brigada de trânsito da GNR, porque têm de trabalhar mais, pois os chefes deles gostam de mostrar que de facto a insituição trabalha. Os padres também não são grandes fãs, pois têm 3 dias cheios de trabalho. Mas ao menos é uma época do ano em que as tricas confessadas em segredo, aumentam de forma exponencial.

Para mostrar que isto é quase uma fotocópia do Natal, as famílias têm a mania de reunirem naqueles almoços em que metade da comida não consegue ser consumida, os homens desatam a jogar às cartas e as mulheres a falarem das suas dores e doenças entre si. Já que estamos a falar de alimentação, as pessoas (pelo menos os mais beatos) ficam contentes com a chegada da Páscoa, já que assim já podem comer carne à sexta-feira. Será que esta questão advém do facto do dia de folga de Maria Madalena ser sexta-feira?

Resumindo, eu gostava muito da Páscoa nos tempos de escola, porque significava duas semanas de férias (com consequente suspense do lançamente das notas do 2ºperíodo). Agora só gosto das quintas de Páscoa, quando o meu patrão solta o cristão que tem em si...

Ainda relativamente à pirataria "sound&vision"

|
No post em que "vomitei" as minhas impressões sobre o que acho relativamente a este assunto, a camarada Lígia deixou um link para um manifesto sobre a temática, e cuja leitura acho pertinente para o que se passa. Cliquem aqui e percebam como a Ágata, o Marante e outros nomes mais respeitáveis nos querem bloquear o acesso à cultura.

terça-feira, abril 11, 2006

Os últimos dias têm sido de compras

|

Junte-se a isto uma impressora multifunções para que ninguém me peça mais dinheiro até ao fim do mês. E vá lá o grande camarada João me ofereceu isto.


domingo, abril 09, 2006

A pergunta impõe-se

|
Silvino é o treinador pessoal de Petr Cech, ou é Petr Cech que treina Silvino?

quinta-feira, abril 06, 2006

A águia sai do aviário europeu, mas de asas erguidas

|
Acabou ontem o sonho europeu do Benfica. E apesar do jogo ter terminado em derrota, a impressão que o benfica deixa na edição deste ano da Liga dos Campeões, é de que já possui o brio suficiente para voltar a ser uma equipa respietado no panorama do futebol europeu. Se viram o jogo ontem, o Benfica claudicou no factor psicológico (o que levou a uns quantos erros, à excepção dos do Beto), mas o Barcelona também não estava muito seguro de si, o que quer dizer algo em relação ao seu oponente.

É gratificante saber que a partir de agora o trabalho é sobretudo psicológico (infelizmente uma das maiores falhas de Ronald Koeman). E também passa pela dispensa do Beto...


Frankly Mr.(s) Shankly(ies)

|
Raios partam os editores de conteúdos audiovisuais. É que á primeira vista poderão parecer as grandes vítimas da actual onda P2P, mas não serão eles os causadores? Não são eles que pedem uma exorbitânica por um CD ou um DVD? É que custos de fabrico não são significativos, com o CD a ser um produto muito mais barato que produzir que o vinil, e no entanto isso não representou uma descida dos preços! Porque é que não lutam para o governo baixar o IVA dos CD's e DVD's para os 5%, como já acontece com os livros? Que eu saiba, os suportes audiovisuais também são veículos de cultura (claro que, se uma pessoa insiste muito neste ponto, o governo aumentará o IVA dos livros, isso sim...). Alguém me explica porque é que num país com um nível económico como a Grã-Bretanha, um CD recém-lançado custa 15 euros (como promoção de lançamento), enquanto que em Portugal, e na mesma situação, custa 16.95?? É que apesar tudo, é uma diferença de dois euros entre dois países cuja diferenciação salarial e custo de vida é bastante acentuada.

E os artistas também não podem falar muito nesta matéria. Hoje em dia, a internet é bastante mais importante que as rádios, no que diz respeito à divulgação musical. As emissoras na sua maioria estão cingidas ao formato de playlist emanado pelos seus conselhos de administração, por sua vez levados a escolher as opções musicais através das "ofertas" mais generosas das editoras. Daí que uma pessoa que preze ouvir boa música, não irá escutar uma RFM, Rádio Comercial ou RCP. Aliás, os artistas que se poderão mais queixar são os já estabelecidos, já que a rápida difusão pela internet (através de espaços como o MySpace, RadioBlogClub ou os vários servidores P2P) leva a maior propagação de novas bandas que possam ameaçar o estauto de muitas já alcançadas (o que seria um grande favor em muitos casos...). Lembra-se da telenovela Metallica vs. Napster?

E depois outra coisa bem importante: o perfil daqueles que praticam a pirataria. É que há diversos subgrupos entre os piratas. Há aqueles que ignorantemente preferem uma cópia sacada na net do filme que acabou de sair nas salas, ficando basbacamente orgulhosos por serem possuidoros de uma cópia gravada num cinema com pessoas a levantarem-se a meio do filme, passando pelo foco da Digicam ou com telemóveis a tocar. Ou que então dizem que já têm o último disco dos U2, dos Maroon 5 ou da Mel C só para dizerem que já têm a última música do mercado (que acaba por ser tão oca quanto eles).

No fim da escala estão aqueles brutinhos como eu que preferem ver um filme no cinema do que em casa (mesmo que tivesse um brutal LCD na sala), e que utiliza o P2P mais para conhecer música do que para simplesmente sacanear os músicos. Aliás, o único gozo que poderá vir desta acção será o de sacanear as editoras, as grandes reponsáveis pelo estado actual das coisas! Eu digo e afirmo, discos actuais eu não os compro, porque os preços são demasiado elevados! Como é que eu me consigo por a par com as novidades que realmente interessam (riscar aqui as bandas que passam nas rádios atrás citadas), se os preços pedidos fariam um bom rombo no meu orçamento? E as editoras não têm razão de queixa em relação à minha pessoa. Prefiro muito mais ter um original que um CD copiado e/ou sacado, tendo já comprado muita coisa graças à pré-audição feita através da internet!

A sorte é que a PJ anda falida (mais uma vergonha governamental), daí eu não me preocupar muito com sanções. Mas estas também são sobretudo para meter medo ao pessoal. É como as multas rodoviárias: aumentam, aumentam, mas a ramboiada nas estradas é a mesma...

domingo, abril 02, 2006

Habemos rido

|
Há um ano atrás, mais ou menos por esta hora, na reino do Marrocos, batem à porta do nosso apartamentazito em Martil. Era o português que estava alojado ao lado e que, trajando t-shirt e boxers, e envergando uma face de beato surpreso e chocado (ele que até se tinha convertiod ao islamismo...), diz-nos na maior das naturalidades aquilo que já sabíamos via SMS's recebias de Portugal: "O papa morreu!"

Não resistimos e matamo-nos a rir com o insólito da coisa. E ainda hoje nos dá para isso quando recordamos a cena.

E recordar João Paulo II? Bem, ele fartou-se de viajar. É claro que o admiro e invejo por isso. A ele e ao Mário Soares. De resto, uma toada mais ecuménica que o normal e nada mais. E nem venham com mais argumentos.

Raios partam aqueles gajos...

|
A melhor forma de caracterizar o 1-1 entre o Portimonense e a quasi-condenada Ovarense, é utilizando uma expressão muito utilizada pela minha recentemente falecida avó:

"Éhhhh!...."

Violinda da Silva (1916-2006)

sábado, abril 01, 2006

Um tareco eternamente à rasca com as bolas de pêlo

|

Isto é um típico post de 1º de Abril

|

Paulo Portas é o protótipo de macho latino.

A malta do BE pratica golf.

José Carlos Malato não é irritante.

Os músicos da "Praça da alegria" pensam que não têm piada.

O Sistema Nacional de Saúde é uma referência na Europa.

José Sócrates não é teimoso.

António Vitorino não é parecido com o pinguim do "Batman".

Valentim Loureiro gosta de Marques Mendes.

Fátima Felgueiras não gosta da justiça portuguesa.

Isaltino Morais gosta de Marques Mendes.

Pedro Santana Lopes quer comprar o seu antigo Audi por metade do preço.

Carrilho não é um pseudo-intelectual.

Cesária Évora é um exemplo da perfeição oftamológica e canta sempre com aquelas pantufas felpudas que terminam em focinho de coelho.

Lili Caneças não dá um peido sempre que ri.

O Sporting é o clube do povo.

O Porto é uma nação.

A Madeira é uma democracia às claras.

Mota Amaral é um pacífico ateu.

Roberto Leal é português.

O maestro Vitorino d'Almeida parece ser a pessoa mais normal à face da Terra.

Amália chegou a gravar um albúm de hip-hop, com letras de Carlos Paião.

"A mulher que acreditava ser presidente dos EUA" é o melhor filme português de sempre.

Textos dos "morangos com Açucar" serão os primeiros não-shakesperianos a serem apresentados no Globe.

Nilton não é uma fraude.

Os Maroon 5 fazem música entusiasmante.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com